... finda a bonança, e chegada a tempestade que cercava, o que resta é abandonar as armas
e retomar a luta ...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

::: Plena - Poetisa Karla Mello :::

PLENA

Uma sinfonia…
No mais absoluto silêncio do meu ser.
Ouçam… Silêncio!...
Alguém escuta?... Percebe ou sente isto?
Ritmo calmo… com-pas-sa-do…
Abaixa este volume… por favor.
Leve… Leva-me.
Descompasso… ao avesso… inquietude e desejo – disritmia.
O quanto cabemos?
Cabemos?
E bem baixinho…Arde em frescor de plenitude…
E espalha-se pelo ar… Preencheria toda uma cidade.
Preencheria um mundo…
Preenche o meu… devasta o meu.
Encho minhas mãos em teus cabelos da prata…
Prata… luz que miro nos olhos teus… meus.
Luz… quero luz!
És luz… minha luz.
E depois?
Silêncio e paz…
Plena eu… E pluma… ternura.

Karla Mello


Esse espaço está muito feliz com a visita hoje de Karla Mello.
Segundo o poeta Paulo Carvalho, a "poetisa do amor pleno"... 

2 comentários:

Poemar... na Primavera! ❥¸¸✿¸¸.☆¨✿¯`♥...♥❥ƸӜƷ ♥ disse...

"...Quanto às das idéias sinto pesar. As do corpo me causam espanto. Não gosto de comida japonesa, de hype, do cool, de telefone, de usar rosa, de falar fronha, de salão de beleza,… do que não pulsa. Busco a solidão tanto quanto o meu tumulto..."

A Apresentação é de arrasar!!
E quanto a mim??
Ahh... Nem preciso dizer da minha humilde ALEGRIA de estar contigo, juntinha, no teu lindo espaço de Poesias. Para mim, uma grande honra.

Beijos de bem querer e muita admiração pelo vosso trabalho!!
Muita LUZ...ღ•ʚįɞ✿ღ✿…ღ•ʚįɞ✿ღ
Muita PAZ...ღ•ʚįɞ✿ღ✿…ღ•ʚįɞ✿ღ
Muita Poesia a você, Paulinha!!

Sou sua fãzona!! :)

Paula Quinaud disse...

Karla,
pode ter certeza de que a recíproca é muito verdadeira! Achei bastante definitivo aquele texto no seu blog em que você diz que são poucos aqueles para os quais você se explica... (ou algo assim)
Senti uma identificação absoluta! Também sou muito sua fã, de verdade....
Obrigada pela generosidade...

Muitos beijos.