... finda a bonança, e chegada a tempestade que cercava, o que resta é abandonar as armas
e retomar a luta ...

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

:::dancemos todos em setembro:::

ainda não é primavera, mas setembro sempre chega anunciando cores...
e sons e luzes e cantos... ave Quintana, por aqui esse mês.
eterno...



Canção da Primavera
(Para Érico Veríssimo)

Primavera cruza o rio
Cruza o sonho que tu sonhas.
Na cidade adormecida
Primavera vem chegando.

Catavento enloqueceu,
Ficou girando, girando.
Em torno do catavento
Dancemos todos em bando.

Dancemos todos, dancemos,
Amadas, Mortos, Amigos,
Dancemos todos até
Não mais saber-se o motivo...

Até que as paineiras tenham
Por sobre os muros florido!

Mario Quintana


esse poema foi escolhido para estar no convite para a noite de estréia da The Frenetic Dancing Days Discotheque, em 5 de agosto de 1976 no Rio de Janeiro. traduzia bem a que vinha o local...

e para não perder o tom da lembrança e nem o motivo pra dança do sol:
... dancing in september...

e Quintana e o sol da primavera continuam  por aqui ao longo do mês... mais sobre tudo.
Todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão...
Eu passarinho!



2 comentários:

Leonardo B. disse...

[o rodopio das estações pertence à mão do poeta que as sabe assim pintar!]

um imenso abraço,

Leonardo B.

Paula Quinaud disse...

belíssimo Leonardo!
obrigada trazer ritmos sempre inspirados ao meu espaço.
dancemos!
outro abraço grande pra você.

Paula